Realidade acaba com as pretensões enganadoras do presidente repudiado pela população

Imagem de perfil do Colunista

Por Mário Augusto Jakobskind

Não contente com as mentiras assacadas em rede nacional um dia antes da Dia do Trabalhador, o ocupante ilegítimo do Palácio do Planalto, Michel Temer, decidiu, também seguindo orientação de seu marqueteiro, aparecer no local do incêndio e desabamento de um prédio em São Paulo. O resultado foi o que se viu e não pôde ser escondido pela imprensa, ou seja, Temer foi repudiado e só saiu do local com o auxílio de seguranças.

Depois dessa ocorrência, Temer deve ter consciência que sua candidatura à presidência é repudiada pela população brasileira, que está perdendo a paciência com seus aparecimentos públicos em busca de algum tipo de apoio.

Se em vez de ficar ouvindo os marqueteiros ou alguns ministros mais próximos, entre os quais Moreira Franco, Temer deveria apenas ter conhecimento que as medidas que adota são repudiadas e não adianta tentar esconder essa realidade. O presidente, que não passa de um golpista e lesa pátria, deveria se valer das pesquisas de opinião pública para confirmar que não tem mais apoio até dos setores que foram às ruas acreditando nas promessas segundo as quais tudo iria melhorar depois da deposição de presidenta eleita Dilma Rousseff.

Não só as promessas não foram cumpridas como a situação no Brasil piorou visivelmente. No início ainda tentaram, com a ajuda da mídia comercial, informar que o país voltava a crescer e até os empregos estavam em ascensão. Mas bastou uma recente demonstração  do IBGE, para confirmar que o desemprego aumentou, ou seja, aconteceu nestes meses exatamente o contrário do que estava sendo apregoado.

Não é à toa que a imagem do Brasil, tanto internamente como externamente, se deteriorou. E a continuar em andamento o atual projeto, o país se deteriorará ainda mais. Não há mais dúvidas a esse respeito, e por mais que sejam acionados os tais comentaristas de sempre, ficará praticamente impossível convencer quem quer que seja, até mesmo os setores médios que são costumeiramente manejados com informações resultantes de manipulações.

Em outras palavras, a realidade está resultando na perda de credibilidade da mídia comercial. Isso que dizer que a cada dia que passa os antigos seguidores incondicionais, que em tempos anteriores acreditavam piamente nas tais mentiras, vão diminuindo. Isso também se reflete nas recentes pesquisas eleitorais que demonstram estar a direita que se apresenta como centro com sérios problemas na apresentação de um candidato único.

Edição: Brasil de Fato RJ

Brasil de Fato

Categories: Brasil, Opinión, Política