Movimento dos Trabalhadores Sem Terra é o caminho para a civilidade, avalia Otto

Otto disse que está emocionado e considera uma honra cantar em um evento da MST / Rafael Stédile/MST

“Reforma Agrária é essencial para qualquer país que preze por suas pessoas” afirmou o cantor e compositor pernambucano

Uma das principais referências da música pernambucana que revolucionou os anos 90, Otto falou sobre a sua apresentação no palco Arena da 3ª Feira Nacional da Reforma Agrária, no parque da Água Branca, na zona Oeste de São Paulo.

“O Brasil só vai alcançar civilidade se o MST vencer, se todos os movimentos populares  vencerem. Aí sim a gente vai virar uma nação. É por aí que vai começar a civilidade do Brasil”, disse o cantor pernambucano que já tocou na Nação Zumbi e no Mundo Livre S/A.

Otto contou que vai incluir canções do disco Ottomatopeia, lançado no ano passado, e algumas surpresas no repertório. “Quero emocionar o público”, disse o cantor. Em seguida, deu duas dicas de artistas que serão homenageados no show: Alceu Valença e Zé Ramalho.

O pernambucano também revelou que está muito honrado em tocar no evento do MST, na entrevista para a rádio Brasil de Fato e Brasil em Movimento.

Edição: Juca Guimarães

Brasil de Fato
Categories: Brasil, De interés, Política