Lula recebe visitas de Dilma e Danny Glover no feriado de Corpus Christi

Após a visita, Glover falou aos aos manifestantes que ocupavam a praça Olga Benário, centro da Vigília Lula Livre - Créditos: Ricardo Stuckert
Após a visita, Glover falou aos aos manifestantes que ocupavam a praça Olga Benário, centro da Vigília Lula Livre / Ricardo Stuckert

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu nesta quinta-feira (31), feriado de Corpus Christi, as visitas do ator estadunidense Danny Glover e da ex-presidenta Dilma Rousseff. Ambos disseram que Lula está bem física e emocionalmente, mas bravo com sua prisão injusta. Segundo Dilma, o ex-presidente está indignado também com a destruição da Petrobras e com a política de preços da empresa, que tem aumentado os preços dos combustíveis prejudicando os brasileiros.

Após a visita a Lula, Dilma concedeu entrevista coletiva na porta da Polícia Federal e falou aos manifestantes que ocupavam a praça Olga Benário, centro da Vigília Lula Livre, em Curitiba (PR). Ela afirmou que o ex-presidente criticou os caminhos a que o governo tem conduzido o país e recordou os esforços dos governos do PT para viabilizar a exploração do petróleo do pré-sal, com investimentos em tecnologia nacional.

Dilma disse ter certeza de que Lula vai participar das eleições presidenciais deste ano. “Ele tem todas as condições legais para participar do processo eleitoral e ser eleito”, afirmou. Segundo ela, a candidatura de Lula é a única capaz de barrar o golpe e reverter os desmandos do governo golpista.

Glover relatou que Lula está confiante na sua libertação, pois é inocente. “Tive a oportunidade de me reunir com meu amigo Lula. Foi uma excelente reunião, apesar de curta. Eu pude ver que ele está bastante calmo e tranquilo, confiante no trabalho dos movimentos sociais, que estão dando continuidade ao trabalho dele próprio”, disse.

O ator, que é também embaixador da Organização das Nações Unidas (ONU), afirmou que, em sua visita ao Brasil, recolheu informações sobre a situação da democracia no país. “Minha visita me levou ao Rio, São Paulo e Curitiba, para conversar com as pessoas e ouvi-las. Pude receber informações de vários movimentos sociais, que vou repassar para representantes eleitos dos EUA e outros países, para discutirmos o restabelecimento da democracia no Brasil”, disse.

Glover deixou uma mensagem de otimismo aos que defendem a libertação o ex-presidente. “Em nome dos milhões de pessoas que estão apoiando esse esforço para libertar Lula, quero dizer que me sinto alimentado pela confiança de Lula, sua esperança, consciência e certeza de que vamos vencer”, concluiu.

Edição: Nina Fideles

Brasil de Fato