Mulheres dominam o centro da roda de capoeira

Durante o evento, foram expostas fotos com as histórias de mulheres negras, como Tia Ciata e Rainha Tereza do Quariterê / Iasmim Chéquer

Evento em Montes Claros contou com a participação de Mestra Luciana Pimenta, do grupo Cordão de Ouro

“Capoeira: Mulher na Roda”, foi o tema de um evento voltado principalmente para as mulheres capoeiristas da cidade de Montes Claros, norte de Minas, em março.

“Participei de alguns eventos e a mulher pouco jogava. Daí tive a ideia de realizar esse encontro voltado para as mulheres, mais com um público de capoeiristas em geral. Assim podemos mostrar nossa essência na capoeira”, disse Karina Ferreira, uma das organizadoras do evento.

“Mulher na Roda” aconteceu no Museu Regional do Norte de Minas e contou com a participação da Mestra Luciana Pimenta, do grupo Cordão de Ouro. Iniciada na capoeira em 1990, no Grupo Capoeira Gerais-Minas Gerais, Lu Pimenta foi a primeira mulher a alcançar esta graduação em Minas Gerais e atualmente é a única com esse título na cidade de Campinas (SP), onde vive atualmente.

“A participação do homem no universo da capoeira sempre foi mais intensa do que a da mulher, mas acho que por uma questão cultural. A mulher é mãe, é dona de casa, tem responsabilidades que nem passam pela cabeça do homem e isso dificulta a possibilidade de ter a mesma participação, com a mesma frequência que o homem. Mas não as impede”, reflete.

Durante o evento, que aconteceu nos dias 8 e 9 de março,  foram expostas fotos com as histórias de mulheres negras, símbolo de resistência das lutas por independência, contra a escravidão e por espaço na capoeira, como Almerinda, Maria Felipa ou Maria 12 Homens, Tia Ciata, Cattú, Rainha Nzinga, Rainha Tereza do Quariterê, Maria Salomé.

O projeto

A história do “Mulher na Roda” surgiu em 2015, na praça Dr. Carlos, com encontro de vários grupos de capoeira de Montes Claros. Nessa primeira atividade, a atração principal foram as mulheres tocando, cantando e jogando capoeira.

Edição: Juca Guimarães

Brasil de Fato

Categories: Brasil, Género